Que pena! Não tenho dó...

 

 Ainda que se encontre doente, do ente humano não tenho dó, pois, por merecida pena, a duras penas, em vão, tenta se reencontrar...

 

 

PS - Fico-lhe muito obrigado pela sua visita. Se ler mais, ainda que seja por acaso, caso a menos, não farei da sua atenção.


Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar