Às mulheres e aos homens...

  

 Em algumas mulheres deposito confiança; se o faço só em algumas, as outras me impõem dúvidas, com efeito, ao julgar essas, algum engano posso cometer.

 Quanto aos homens, nenhuma confiança lhes atribuo; se a estes, definitivamente, não dou crédito, de imediato, já está tudo resolvido: também não lhes dou desconto, pois já não conto com eles.

 A ser assim, pela certeza que tenho sobre os homens, e pelas dúvidas que desejo perder sobre algumas mulheres, é mais seguro que eu afirme:

 Há muitas mulheres, ou antes, quase todas as mulheres que há, são dignas de confiança...

 

 

PS - Fico-lhe muito obrigado pela sua visita. Se ler mais, ainda que seja por acaso, caso a menos, não farei da sua atenção.