Que eu seja um...

 

Que eu seja um..., muitas pessoas pensam; penso ainda, que cada uma delas, tem o seu um, para me qualificar.

Que eu seja um, que pensem! Pois, livre quase sempre há de ser o pensamento; digo “quase”, porque nem sempre, livre é o nosso pensar...

Mas, que não desperdicem tempo, a pensar que sou:

Um asceta; entretanto, muito gostaria de sê-lo, ainda que sob pena de críticas acirradas e contínuas, pois, nos dias de hoje, daquele há falta, e não nos faltam estas. 

Um estoico extremado; não poderia sê-lo, ainda que, verdadeiramente, eu ame Platão e Santo Agostinho.

Um prosélito; ainda que eu seja um católico convicto, proselitismo, não faço; pelo que lamento, pois, por não fazê-lo, tal atitude vem em detrimento dos semelhantes meus.

Ganhará tempo quem pensar que sou:

 

Apenas um pecador que a duras penas, a fugir do pecado está.



PS - Fico-lhe muito obrigado pela sua visita. Se ler mais, ainda que seja por acaso, caso a menos, não farei da sua atenção.


Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar